fbpx

A tecnologia mudou as motivações por trás de uma escolha de compra do cliente. Eles querem ser capazes de encontrar o melhor preço e ter a melhor experiência possível. Ao adotar novas ferramentas para o varejo em seu negócio, você poderá melhorar o atendimento ao cliente e, consequentemente, as suas vendas.

O varejo e o comércio eletrônico são dois dos setores mais competitivos. Além dos principais players — como Submarino e Walmart —, milhares de produtos menores de pequenos e-commerces inundaram o mercado, aumentando tanto a concorrência no mundo online quanto no físico.

Em tempos de transformação digital, quem quer se destacar entre seus concorrentes, conquistar mais clientes e aumentar sua receita, portanto, deve ficar de olho nos mais recentes avanços tecnológicos.

Para te ajudar nessa jornada, separamos abaixo cinco ferramentas inovadoras para o varejo aumentar seus resultados! Acompanhe conosco:

1. Mobile

A maioria das principais marcas de varejo já está usando aplicativos para aproveitar todo o potencial de seu público-alvo em dispositivos móveis. De acordo com um relatório recente, 71% de todas as compras online já envolvem um ponto de contato móvel (smartphones ou tablets).

No entanto, aplicativos móveis no varejo podem fazer muito mais do que simplesmente mostrar listagens de produtos e permitir que o cliente faça a compra diretamente do smartphone.

Usando tecnologias móveis, os varejistas podem obter as seguintes vantagens competitivas:

  • Experiência avançada do cliente: com um aplicativo, seus clientes podem acessar suas contas pessoais, rastrear seus pedidos em qualquer lugar, resgatar cupons digitais e coletar pontos de fidelidade;
  • Notificações por push: permitem segmentar seus clientes com ofertas personalizadas e descontos oportunos. Além disso, você pode usar Beacons, pequenos dispositivos Bluetooth que usam sensores de proximidade para detectar pessoas próximas e enviar mensagens promocionais;
  • Pagamentos móveis: realizados por meio de NFC, pela Apple Pay, Android Pay, Samsung Pay etc. — falaremos mais sobre eles abaixo.

2. Análise de dados e machine learning

Os dados do cliente são outra área com significativas oportunidades no varejo. Com a ajuda de ferramentas para o varejo na web e dispositivos móveis, você pode obter acesso a uma enorme quantidade de informações sobre clientes, desde a localização e os dados demográficos até os hábitos de compra.

Usando o Business Intelligence, as empresas de varejo podem melhorar sua experiência de compra, oferecendo sugestões e ofertas de produtos mais personalizadas e relevantes.

Existem várias maneiras pelas quais a análise de dados e o aprendizado de máquina podem contribuir para uma melhor experiência do cliente.

Um algoritmo pode usar seu histórico de compras para fazer suposições para as compras futuras ou sugerir produtos relevantes com base nas pesquisas mais recentes dos cliente. Por exemplo, se você estiver à procura de tênis para corrida, poderá oferecer ótimos negócios em roupas ou acessórios.

3. Opções avançadas de pagamento

Muitas empresas de varejo estão adotando ativamente métodos de pagamento inovadores. Desde pontos de venda móveis até pagamentos NFC (sem contato), há muitas maneiras de oferecer opções de pagamento mais convenientes e seguras.

Aplicativos móveis podem usar uma grande variedade de gateways de pagamento de terceiros que fornecem uma experiência de compra simples e fácil, como PayPal, Google Pay e outros.

O pagamento via celular já está tomando conta dos varejos pelo Brasil. Por meio da tecnologia NFC (Near Field Communication), é possível aproximar o celular do consumidor de um leitor de cartão móvel e ter o dinheiro automaticamente debitado da conta ou do cartão de crédito.

4. Cloud computing

Acompanhamento de estoque, disponibilidade de estoque, detalhes de envio e pedidos estão todos migrando para a nuvem. Com a computação em nuvem, os varejistas podem reduzir o custo de desenvolvimento de software e processar dados em um ritmo muito mais rápido.

Por exemplo, soluções como o Azure para varejo permitem criar uma experiência de compra personalizada, capacitar funcionários para melhorar o atendimento ao cliente e coletar insights de negócios para otimizar a tomada de decisão.

Além disso, a infraestrutura na nuvem ajuda a tornar possível e mais barata a implantação de grande parte das outras ferramentas para o varejo, como armazenamento de dados, aprendizado de máquina e Chatbots.

5. Realidade virtual e aumentada

Além de jogos e entretenimento, a realidade virtual (RV) e aumentada (RA) pode ser usada no varejo, proporcionando uma experiência de compra avançada.

A IKEA, uma varejista global de móveis, foi uma das primeiras a adotar a realidade aumentada como parte de sua estratégia digital. Ao usar o aplicativo Catálogo IKEA, você pode ver como uma determinada peça de mobiliário se ajustará ao seu interior. O aplicativo permite que você tire uma foto de uma sala, adicione itens diferentes do catálogo e mova-os para ver se ficam bem em sua casa.

A Sephora, uma cadeia de lojas de cosméticos, usa a realidade virtual para permitir que os clientes “experimentem” diferentes produtos, experimentem looks ou assistam a tutoriais virtuais em seu aplicativo Virtual Artist.

Uma aplicação mais avançada da tecnologia pode exigir hardware especializado, como wearables e dispositivos habilitados para RA (espelhos interativos, provadores, vitrines).

Independentemente das ferramentas para o varejo escolhidas, é importante lembrar que os clientes desempenham o papel mais importante em sua empresa. Para alcançar ótimos resultados, você deve se concentrar em fornecer uma experiência superior em todos os seus canais de varejo, seja uma loja física, um website ou um aplicativo.

Seu negócio de varejo está pronto para o futuro? Acompanhe nosso blog e fique de olho nas principais tecnologias para aumentar seus resultados!